quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Diário de Viagem: Pirenópolis parte 2

Oi gente, tudo bem com vocês?

Ocorreram alguns imprevistos e por isso essa postagem tá saindo bem mais tarde do que eu gostaria! A faculdade ás vezes toma um grande tempo do meu dia e quando eu desocupo fico muito cansada e pego no sono, acontece isso com vocês também?

Voltando ao assunto da postagem, no segundo dia em Piri escolhemos visitar a Reserva do Abade, que fica a mais ou menos 14 km da cidade. Ah! Vale lembrar que grande parte do caminho pra chegar à reserva é de estrada de chão, ou seja, a aventura começa antes de você chegar ao seu destino. E não se importe se seu cabelo ficar duro por causa da poeira, nas cachoeiras você vai ter oportunidade de lavar!



Quando você vai comprar o ingresso pra Reserva do Abade eles te dão duas opções: a trilha 1 com acesso à duas cachoeiras por 20 reais por pessoa e a trilha 2 (que nós escolhemos) com acesso a 4 cachoeiras, aquário natural, trilha de 2,5 km e passagem pela ponte da tremedeira com 50 metros de extensão, que como o nome sugere, balança levemente enquanto você atravessa! haha









As cachoeiras são muito bonitas, principalmente a cachoeira que dá nome à reserva. Parece uma prainha, mas infelizmente é a mais cheia de todas. A trilha de 2,5km não é a mais fácil que eu já fiz, ainda mais quando você está apenas calçando chinelo, tem muita inclinação e por vezes eu fiquei com medo de cair. Mas relaxem, sou medrosa! haha

Cachoeira do Abade

Cachoeira do Abade

Cachoeira do Canion

Poço do Sossego

Poço do sossego

Cachoeira do Landi



Ponte da Tremedeira


Ponte da Tremedeira


Agora, nem só de felicidade se vive a Reserva do Abade! Na lanchonete só tem uma opção de salgado por 6 reais (o que não é lá muito barato!) e o restaurante só serve pratos prontos (senti falta do bom e velho self-service) beeem caros pro meu bolso de universitária! Além disso começamos pelo inicio da trilha 1 e só lá na frente nos avisaram que não podíamos atravessar a ponte do lado em que estávamos, então tivemos que subir tuuuudo de novo com o sol rachando nossa nuca pra pegar o inicio da trilha 2. Vocês podem imaginar minha felicidade né?! haha #sqn

Mais tarde voltamos pra pousada, descansamos um pouco e tomamos um cervejinha até dar a hora de comer. Como já era domingo e a cidade tinha diminuído seu ritmo, resolvemos comer um cachorro quente num lugar chamado Auau Hot Dog Gourmet. Olha gente, que cachorro quente delicioso! Lá você pode escolher que tipo de salsicha você quer dentre muitas opções além de um numero bem grande de acompanhamentos! Super indico e gostaria muito que eles viessem pra Goiânia completar o time de Hot Dogs deli daqui!



Depois de comer, voltamos pra pousada pra descansar até porque no outro dia de manhã acordamos cedinho e voltamos pra realidade, quer dizer, voltamos pra Goiânia!



Gente, eu adoro Pirenópolis e indico pra todo mundo passear por lá! É tudo pertinho, tem várias cachoeiras e a noite é divertida!

Espero que vocês tenham gostado e que também tenham oportunidade de conhecer essa cidade fofa!
Beijos e até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens relacionadas: